12.09.2017 Geral
Em homenagem ao Dia do Administrador, Izalci ressalta necessidade de gestão de qualidade De acordo com o parlamentar, o que falta em todos os setores é planejamento e valorização dos profissionais
Compartilhe:
William Sant'Ana

O deputado federal Izalci Lucas presidiu nesta segunda-feira (11) sessão solene em homenagem ao Dia do Administrador, instituído pela Lei nº 4769, de 9 de setembro de 1965. O tucano afirmou que a profissão de administrador é cada vez mais importante e necessária, tanto em empresas privadas quanto no serviço público.

“As empresas privadas sabem da importância do administrador, mas o serviço público, salvo algumas exceções, ainda não consegue enxergar a necessidade de planejamento, de gestão pública de qualidade”, alertou. Izalci criticou o fato de que o Brasil está sempre em situação de emergência, por isso compete mal com o resto do mundo.

O que falta em todos os setores, defende o parlamentar, é planejamento e valorização dos profissionais. “O problema da saúde nunca foi falta de médicos ou de recursos. O problema, assim como na educação, transporte e segurança, é fruto de roubo, corrupção, e falta de gestão pública”, afirmou. Izalci acrescenta que o país precisa ter mais administradores nos postos de comando.

Os administradores são profissionais capazes de observar, questionar, interpretar, liderar e tomar decisões com foco em cada fase do projeto. Empreendedorismo, dedicação, comunicação, ousadia e percepção somam-se às qualidades dos administradores, profissionais imprescindíveis para o sucesso das organizações

Participaram da sessão o Diretor da Comissão Especial de Assuntos Parlamentares do Conselho Federal de Adm. de TO, Rogério Ramos de Souza, e o presidente em exercício do Conselho Federal de Adm. pelo Piauí, Carlos Henrique Mendes da Rocha, além de alunos e profissionais da categoria.


BUSCAR:
Anterior Próximo
Novembro 2017
S T Q Q S S D
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      
TAGS: Petrobras, Izalci, TCU, CPMI, PSDB, CPI, Congresso Nacional, FIFA, PEC